Postagens do Blog

A vida se transformou em brincadeira de mal gosto

By segunda-feira, março 02, 2015 , ,






Porque esse assunto me remoeu as estranhas, resolvi escrever. Textão sim. Lá vai...
Era pra ser apenas mais uma festa, como aquelas que não me canso de ver todos os dias por aqui. Jovens, bebidas, zueiras e mais bebidas. No meio disso, uma competição: Quem vai ostentar o título de mais "foda" da vez?
O que estava em jogo, era a fama, o status, a moral. É a velha lógica de aceitação em grupo. Embora, naquele momento ninguém pare para pensar, um pingo de reflexão já deixa claro que, quando você se identifica num grupo, a característica deste grupo, passa a ser um pouco de você. E vice e versa.  
Acabamos num paradoxo: aqueles que competem para saber quem vai ser o maioral da vez, são os verdadeiros moralistas sociais, pois existe uma moral a se seguir, mesmo que esta seja, não ter moral, para ter "moral" com os caras do bando. Contraditório, né?
Pois são estes mesmos caras, que as vezes na individualidade são pessoas geniais, quando no grupo, vestem uma capa que até ele mesmo se desconhece. Quem nunca?
A não ser os depressivos, os que deliberadamente se isolam num quarto escuro, enchem a cara de bebidas e drogas, sabem que vão morrer, e assim fazem porque querem.
Mas, um jovem no grupo, numa competição, será que ele tem essa noção? Não. Não tem porque ali, ele não existe como indivíduo, ele quer apenas ser relevante para aquela lógica, quer ser o cara que vai ficar marcado no grupo como THE BEST pica das galáxias.
Ele não discerne o que faz, quem vive em bando, só sabe caminhar no bando, se ficar sozinho, perde o sentido de viver. E isso é sério. É perigoso. Por trás de toda loucurinha de grupo, existe um bando de alma doente, precisando de paz, buscando sentido assim como todo careta, como todo adulto neurótico que neste momento, está criticando esses jovens.
Somos assim amigo, nossas necessidades como humanos transcendem a nossa moral.
Outro ponto é, o quão banal a vida tem se tornado para essa geração? Temo que, este seja o momento mais crítico da nossa existência na terra. A vida, anda de significada, anda enfadonha, mesmo com tantas possibilidades, mesmo com tanta informação. Tem faltado estímulo. É que fabricamos mais dinheiro que valor, mais notícias que conhecimento, mais interação e menos intimidade humana.
É uma pena que esse jovem tenha ganho essa competição e tenha pago com a vida. Seu momento de desvario custou caro. Mas de certa forma, ele sabia exatamente o que queria. Não é vítima aquele que pula do penhasco, mas aquele que é empurrado.
Só não queria ser mais moralista e dizer bem feito. Isso é bem fácil. Mas, queria sinceramente que as pessoas soubessem do seu valor individual, que as vezes ser o chato da turma é um título interessante quando nos comparamos com esse tipo de seres legais e fodas.
Tem brincadeira que custa caro demais. É preciso saber a hora de brincar, a hora de parar de brincar e a hora de não querer brincadeira. Quem não discerne isso, embora na universidade é criança. Deveria voltar pro jardim.


Meus sentimentos a essa família. A esses alunos, a outras pessoas que estão internadas.

Autora: Si Caetano 

Curta a página no facebook: Diário de uma Lagarta

Quer receber novos textos? Digite seu e-mail na caixa abaixo, clique em cadastrar, pronto. É gratis !

Delivered by FeedBurner


Você pode gostar também:

Dê sua opinião sobre o tema, comente e participe do blog.

Para Comentar escolha um dos sistema de comentários abaixo:
comentarios google
comentarios blogger
comentarios facebook

Orientações para comentar com FB

- Primeiro digite algo na caixa de comentários, depois faça login.

- Atualize o navegador caso não consiga comentar

- Marque a caixa ALSO POST ON FB para publicar seu comentário no facebook

- Se você quer que eu responda seu comentário marque a página Diário de uma Lagarta ou meu perfil pessoal (Link aqui) pois o FB não me avisa de novos comentários.

☼ Obrigada ☼