18 de julho de 2016

segunda-feira, julho 18, 2016

Quando ele escreve, quando ela escreve.



Quando ele escreve coisas sensuais: "deve ter borogodó"
Quando ela escreve coisas sensuais: "deve ser puta".

Quando ele escreve sobre relacionamentos: "sábio, inteligente, maduro".
Quando ela escreve: "acha que é psicóloga, quer vender autoajuda, é muito #mimimi".

Quando ele escreve sobre seus relacionamentos: "sensível, romântico, homem ideal, perfeito".
Quando ela escreve sobre seus relacionamentos: "carente, pegajosa, tá precisando de rola, chata, não superou ainda, se expõe demais, tadinha".

Quando ele escreve sobre ela: "conhecedor da alma feminina, gênio, sabe das coisas, vidente"
Quando ela escreve sobre seus sentimentos, sobre como ela realmente funciona: "não é bem assim moça, você não sabe como todas as mulheres funcionam, você é feminista?, mal amada, está precisando de rola".

Quando homem escreve, ele é escritor, incontestável.
Quando a mulher escreve, tem que provar que sabe e mesmo assim, há controvérsias.

Quando ela escreve, embora saiba o que quer dizer, afinal, verdadeiramente sabe sobre ela mesma, e talvez, saiba mais sobre elas do que eles: não vale! 
Afinal, ela é só uma mulher.

-Só? Tem certeza?




Créditos das Imagens

Todas as imagens ou conteúdos de terceiros que são utilizadas nas postagens deste blog, estão devidamente informadas do crédito ou da fonte de onde elas foram capturadas. Caso o autor queira que a imagem ou conteúdo seja retirado, basta entrar em contato no e-mail contato@diariodeumalagarta.

Direitos Autorais

Todo o conteúdo do Diário de uma Lagarta está protegido sob as leis de direitos autorais brasileiras. Portanto, é expressamente proibido a reprodução de qualquer conteúdo autoral em texto, imagem, áudio ou vídeo sem o consentimento da autora deste espaço. O mesmo equivale para o título do blog ou para qualquer elemento da atual identidade visual e gráfica. Caso haja uma violação de respeito ao direito autoral e intelectual, o autor desta infração sofrerá todas as medidas judiciais e extrajudiciais cabíveis, tendo como base a legislação brasileira vigente.

Cadastre-se